28 de novembro de 2014

"Há mulheres que trazem o mar nos olhos pela grandeza da imensidão da alma"


Sinto saudades do sorriso que você ainda vai dar ao me ver. 
Sinto saudades do perfume novo que você vai descobrir que é ótimo só pra eu sentir. 
Sinto saudades do banho de mar que vamos tomar juntos pela primeira vez. 
Sinto saudades do calor do seu abraço que vai me esquentar no frio. 
Sinto saudades de todos os dias que quero viver ao seu lado. 

Scheila Azevedo Hinnah



Um dos segredos da felicidade é compreender que pra ser feliz não tem segredo nenhum. 
Viva cada dia com o melhor da vida que há em você. 
Não economize sorrisos e nem deixe de chorar pra não borrar a maquiagem. 
Entenda que algumas emoções precisam ser expressadas na sua totalidade. 
Seja você mesmo. 
Evite intrigas. 
O mau humor só envelhece a pele. 
Seja cortez. 
A gentileza enriquece a alma. 
E na boa... viva. 
Felicidade existe e te espera com um bolo de chocolate e suco de laranja bem gelado. 

Scheila Azevedo Hinnah



"Cair, eu caio. 
Do chão, não passo. 
No chão, não fico." 

Rachel Carvalho



"Sábio é aquele que não escolhe alguém ideal para amar, ama quem a vida lhe apresenta." 

Rachel Carvalho



"Há um cansaço da inteligência abstrata, e é o mais horroroso dos cansaços. 
Não pesa como o cansaço do corpo, nem inquieta como o cansaço do conhecimento e da emoção. 
É um peso da consciência do mundo, um não poder respirar da alma." 

 Fernando Pessoa



"O amor romântico é como um traje, que, como não é eterno, dura tanto quanto dura; e, em breve, sob a veste do ideal que formámos, que se esfacela, surge o corpo real da pessoa humana, em que o vestimos. O amor romântico, portanto, é um caminho de desilusão. 
Só o não é quando a desilusão, aceite desde o principio, decide variar de ideal constantemente, tecer constantemente, nas oficinas da alma, novos trajes, com que constantemente se renove o aspecto da criatura, por eles vestida." 

Fernando Pessoa



Casas entre bananeiras mulheres entre laranjeiras pomar amor cantar. 
Um homem vai devagar. 
Um cachorro vai devagar. 
Um burro vai devagar. 
Devagar… as janelas olham. 
Êta vida besta, meu Deus. 

Carlos Drummond de Andrade



Quando já não escrever não poderei dar a minha mão nem guardá-la 
O mundo já não será o mundo mas a violência nua do que já não pode ser transposto ou deslocado porque não terá horizonte nem será um espaço não saberei dizer adeus porque não vou partir [...] 

António Ramos Rosa...



"Quando abro cada manhã a janela do meu quarto 
É como se abrisse o mesmo livro 
Numa página nova..." 

 Mário Quintana



"Como uma criança antes de a ensinarem a ser grande, 
Fui verdadeiro e leal ao que vi e ouvi." 

Alberto Caeiro



Hoje de manhã saí muito cedo, 
Por ter acordado ainda mais cedo 
E não ter nada que quisesse fazer... 
Não sabia por caminho tomar 
Mas o vento soprava forte, varria para um lado, 
E segui o caminho para onde o vento me soprava nas costas. 
Assim tem sido sempre a minha vida, e 
Assim quero que possa ser sempre 
— Vou onde o vento me leva e não me 
Sinto pensar. 

Alberto Caeiro

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...