17 de abril de 2016

A arte diz o indizível; exprime o inexprimível, traduz o intraduzível.


Você precisa fazer aquilo que pensa que não é capaz de fazer! 

Eleanor Roosevelt



"A beleza não está no rosto; a beleza é uma Luz dentro do Ser." 

 Kahlil Gibran



Triste mundo, que veste quem está vestido e despe quem está nu. 

Calderón de la Barca



❝ Às vezes tudo arrasa, tudo machuca, tudo nos faz sofrer...
Mas é importante saber que cada dor, cada decepção é necessária para o nosso amadurecimento.
Apesar de difícil, superar é preciso...
Pois se cair é humano, levanta-se é divino.
Lute, sonhe, confie...
Tudo dará certo, basta acreditar! ❞

 (Autoria desc.)



"Quando se é mãe, nunca se está só em seus pensamentos.
Uma mãe sempre deve pensar por dobro - uma vez por ela e outra por seu filho."

 Lua de Proverbia



Para conjugar o verbo amar é preciso conjugar o verbo ser.
O amor é exercício de felicidade, não de poder.
Quem ama controla.
E quem controla por amor, acaba desamando num plano mais profundo, pois impede a pessoa amada de ser florescer, crescer...

Artur da Távola



Tira-me o pão, se quiseres,tira-me o ar, mas não me tires o teu riso.
Não me tires a rosa, a lança que desfolhas, a água que de súbito brota da tua alegria, a repentina bondade prata que em ti nasce.
A minha luta é dura e regresso com os olhos cansados às vezes por ver que a terra não muda, mas ao entrar teu riso sobe ao céu a procurar-me e abre-me todas as portas da vida.
Meu amor, nos momentos mais escuros solta o teu riso e se de súbito vires que o meu sangue mancha as pedras da rua, ri, porque o teu riso será para as minhas mãos como uma espada fresca.
À beira do mar, no outono, teu riso deve erguer sua cascata de espuma, e na primavera, amor, quero teu riso como a flor que esperava, a flor azul, a rosa da minha pátria sonora.
Ri-te da noite, do dia, da lua, ri-te das ruas tortas da ilha, ri-te deste grosseiro rapaz que te ama, mas quando abro os olhos e os fecho, quando meus passos vão, quando voltam meus passos, nega-me o pão, o ar, a luz, a primavera, mas nunca o teu riso, porque então morreria.

Pablo Neruda



"Já que ela não era uma pessoa triste, procurou continuar como se nada tivesse perdido.
Ela não sentiu desespero.
Também o que é que ela podia fazer?
Pois ela era crônica.
Tristeza era luxo"

Clarice Lispector



"A verdadeira viagem do descobrimento não consiste em procurar novas paisagens, mas em ver com novos olhos."

Marcel Proust



(...) olhava o lado de fora, e a visão era esférica.
Via formas de pétalas encurvadas, um mundo grande, indistinto, de formas e figuras que atingiam ao mesmo tempo sua visão e sua audição.
Em uma sinestesia irresistível, às imagens se uniam os sons, que saíam das pétalas, das folhas...
 _ Mas são estas verdadeiras lembranças?

Virginia Woolf

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...